VII

Encontro Nacional de Educadores de Dotados e Talentosos


Introdução

 


No mundo inteiro, os indivíduos com alta capacidade e talento têm merecido a atenção das autoridades. Não apenas por se tratar de pessoas com necessidades especiais no que se refere à educação, mas também pelo significado para o desenvolvimento das nações, visto que trazem em si o potencial para proporcionar grandes contribuições a seus países, sendo líderes, empreendedores, alavancadores do desenvolvimento, artistas ou atletas de renome internacional, pesquisadores de ponta em áreas estratégias, dentre outras possibilidades. Para as nações, desperdiçar esses talentos significará, para países desenvolvidos, perder a liderança mundial e, para os em desenvolvimento, a manutenção perpétua da dependência econômica e científica de outras nações.
Cientes disso, praticamente todos os países de destaque no cenário mundial patrocinam estudos e programas educativos para desenvolvimento de capacidades e talento humano, como, por exemplo:

Israel, na vanguarda da pesquisa científica da área – e também o país de onde vem o maior número de laureados pelo Prêmio Nobel;

Estado Unidos, com o maior número e variedade de iniciativas no âmbito de atendimento escolar, com amplo e visível apoio das mais reconhecidas universidades;

Reino Unido, onde nas palavras textuais da autoridade mundialmente reconhecida Débora Eyre (2008): “Todas as escolas da Inglaterra necessitam demonstrar o que ofertam para promover educação especial para alunos dotados e talentosos”.

 

No Brasil, a preocupação com os indivíduos com alta capacidade e talento, presente na legislação desde 1972 (Lei 5.692), está hoje expresso na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei nº 9.393 de 20 de dezembro de 1996 – e no Plano Nacional de Educação de 2001. Nestas leis, o atendimento aos alunos superdotados e talentosos é reconhecido e recomendado legalmente aos sistemas de Educação. 
Porém, em um novo contexto mundial que costuma ser chamado de "Sociedade do Conhecimento", tudo indica que desenvolver capacidade e o talento não pode ser assunto relegado apenas a "educação especial", tradicionalmente destinada a “remendar” faltas da educação regular. É assunto estratégico de forte impacto no desenvolvimento e, consequentemente, no futuro da nação, merecendo ser compreendido e discutido com mais profundidade. 
A necessidade de maior aprofundamento e compreensão do assunto ganha maior relevância quando se percebe que, a partir de meados da década de 80, ampliou-se significativamente o entendimento da comunidade científica sobre a capacidade e dotação. Estudos, como o de Françoys Gagné, contribuíram decisivamente para melhor entendimento de como identificar presença de capacidade humana em domínios específicos, e localizar as vias ambientais pelas quais o desempenho superior se manifesta. 
Dentre as notáveis personalidades internacionais que têm contribuído para o aprofundamento do entendimento da capacidade humana recebem destaque:

Françoys Gagné, Professor Honorário de Psicologia, na Université du Québec à Montréal, Canadá, que desde 1968 dedica-se à pesquisa básica buscando conceituar capacidade natural (Dotação), e desempenho superior (Talento). Faz Conferências e Palestras em todo o mundo; publica extensamente em Inglês e Francês; conduz pesquisa e orienta trabalhos acadêmicos em várias partes do mundo. Recebeu inúmeros prêmios e citações, sendo os mais recentes o “Melhor Artigo publicado em 2004” deGifted Child Quarterly e “Distinguished Scholar Award” em 2006 por significante contribuição ao conhecimento em Educação para Dotados e Talentosos;

Joan Freeman, Professora na Middlesex University em Londres; consultora do Governo Britânico por muitos anos; é Presidente Fundador do ECHA - Conselho Europeu para Capacidade Elevada. Recebeu recentemente oLifetime Achievement Award for 2007 - Inglaterra, UK, um dos títulos honorários mais prestigiados da Europa. Participa de eventos como conferencista e organizadora, e conduz, orienta e supervisiona amplo corpo de pesquisa e publicações na área de Educação para Dotados e Talentosos, em todo o mundo. Publica em várias línguas. Em co-autoria com Zenita Guenther, publicou no Brasil “Educando os mais Capazes”, EPU (2000);

Zenita Guenther, Professora Voluntária da UFLA; Professora Inativa da UFMG, no Brasil; reconhecida principalmente por seu método de identificação baseado na observação direta, que corrige as distorções observadas nos testes psicológicos, que não identificam os dotados e talentosos em minorias desfavorecidas, classes pobres, zona rural e meninas de modo geral.

 

 

Proposta


Realizar em Poços de Caldas, sob iniciativa das ASPATs – de Poços, de Lavras e S José dos Campos, nos dias 17 e 18 de Setembro / 2010, o VII Seminário Internacional sobre Capacidade e Talento, a ser conduzido sob o tema “Desenvolver Capacidade e Talento – uma Preocupação do Mundo Atual”. Trata-se de um grande seminário de cunho científico, contando com a presença das seguintes autoridades da área de desenvolvimento de capacidade e talento pela educação:

 

Françoys Gagné 
Joan Freeman 


A proposta é que o evento seja conduzido em colaboração com a Secretaria Municipal de Educação, e Universidade Estadual (UEMG), alocando pontos para a carga de extensão universitária e, podendo ainda, oferecer certificação validada aos participantes. 
Como parte do evento, e incentivo aos estudos na área poderá haver lançamento de obras e publicações relevantes o original “Talento Informático”, de autoria da Drª Zenita Guenther, possivelmente a primeira obra no mundo a tratar sobre o assunto.

Justificativa
A educação para dotados e talentosos acontece tanto dentro como fora dos horários escolares, sempre integrada em um contexto cultural. Dotes e talentos são vistos de maneiras diferentes nas diferentes culturas ao redor do mundo, o que se reflete na variedade de programas existentes, com ideias que podem ser adaptadas de um lugar para outro. 
A presente abordagem internacional é uma apresentação geral abrangendo definições, seleção e programas para indivíduos dotados e talentosos e examina de que maneiras seu alto potencial pode ser desenvolvido dentro de seu próprio contexto cultural, com um olhar sobre as diferenças em desenvolvimento humano, e como podem ser relacionadas com projetos e provisão educacional, a identificação de alunos dotados e talentosos em ambientes escolares, e vias de intervenção educativa, culminando com.


Objetivos

Objetivo geral


Sensibilizar a comunidade educativa para a importância da educação na busca e desenvolvimento do potencial e capacidade humana.

Objetivos específicos

Proporcionar visão ampla das iniciativas educacionais em curso no mundo, envolvendo desenvolvimento de capacidade e talento.

Dar a conhecer, em termos acessíveis ao público presente ao Seminário, o conhecimento científico atual sobre a diversidade da capacidade humana (os domínios de capacidades) e a transformação dessa capacidade em talentos necessários à vida na sociedade.

Tornar pública as bases científicas envolvidas no processo de localizar e desenvolver o talento informático.

Examinar de que maneira a capacidade e potencial dos escolares podem ser encontrados e desenvolvidos dentro de seu próprio contexto cultural, com um olhar sobre as diferentes abordagens em desenvolvimento humano orquestradas em diversos países.

 

 

Público-alvo


Além dos professores de todos os níveis, autoridades acadêmicas e educacionais da área, sugere-se que o convite seja estendido a autoridades municipais e estaduais, coordenadores de programas educativos e público em geral que apresente interesse no assunto. 


REFERÊNCIAS SOBRE OS CONFERENCISTAS

1 - Françoys Gagné


Professor Françoys Gagné is a French Canadian from Montreal, Quebec. In 1967, he launched a large research program on the evaluation of college teachers by students; he headed that project until 1976. In 1978, professor Gagné joined the department of Psychology, at the Université du Québec à Montréal, as a full professor, and decided to reorient his research interests toward the education of the gifted. His recent research interests include: (1) the study of people with multiple talents; (2) the interaction between aptitudes, interests, personality and environmental factors in the choice of a talent area, and in progress within that talent field; (3) the role of aptitudes in lay theories about talent fostering in education, in arts and in sports. Outside Quebec, he is better known for his Differentiated Model of Giftedness and Talent (DMGT), which has been endorsed by educational authorities in a few states in the U.S., and in Australia. 
He has published extensively, both in French and English. Dr. Gagné has also been active in his province as a speaker and consultant to school districts. In 1985, he became the founding president of Giftedness Quebec, an association of parents and educators advocating special services for gifted and talented pupils. 
Dr. Gagné has won major awards in the field of gifted education, among them an award in 1993 from the American MENSA Association for his research on gender differences in high abilities, an award from the Gifted Child Quarterly in 1994 for best article of the year, and another MENSA award in 1998 for his DMGT. In November 1996, he was given the Distinguished Scholar Award from the National Association for Gifted Children "for significant contributions to the field of knowledge regarding the education of gifted individuals." A special issue of the Journal for the Education of the Gifted (winter 1999) was recently devoted to his theoretical work. You can also view his Differentiated model of Giftedness and Talent at the Western Australia Education Department website.

 

2 - Joan Freeman


Professional activities

 

School consultancies, seminars, workshops, lectures

Supervision and examining post-graduate research at various universities

Manuscript and book reviews for journals and book publishers

Reports on assessment of educational projects, government and other organisations

Legal expertise

Writing reports for the UK government

Private psychotherapy practice

Joan has been invited around the world to address universities, Education Authorities, schools, and conferences, including – many places across the USA and Canada, South America (Colombia, Venezuela, Brazil), the Far East (Hong Kong, Taiwan, Indonesia, China, South Korea), South Africa, Denmark, Norway, Finland, Sweden, Germany, Spain, Bulgaria, Hungary, Ireland, Holland, Russia, Czechoslovakia, Portugal, Austria - and Britain.

 

Popular activities

 

Frequent TV appearances on many channels

Author of well over 400 articles and book reviews on child development, psychology and education for both professional and lay journals, including:

Times Educational Supplement

Times Higher Educational Supplement

Journal of Further and Higher Education

New Society

The Guardian

The Teacher

Psychology Teaching

The Literary Review

Psychology News

Biology and Society

Science and Public Affairs

and her London Evening Standard column for parents

 

 

Current major research


Joan began her unique study of 210 children in 1974, comparing the recognised gifted and the unrecognised gifted with their classmates. She is continuing to direct this fascinating yet scientific look at what happened to them and their families in 2003 with a generous grant from the Esmée Fairbarn Foundation. Her rare skill is to 'translate' serious scientific work into simple elegant English.

 

Honours
Because of Joan's work, attitudes to the gifted have changed, notably the exposure of many myths about the gifted. She has received many honours, such as inclusion in Who's Who, Fellowship of the British Psychological Society, Distinguished Visiting Professorship, University of Alberta, visiting scholar at the Rockefeller Foundation, Yale University, Hong Kong and South Africa. She has been consultant to many endeavours, including the Chinese University of Hong Kong, research and parent associations in Germany, Spain and Portugal and to governments e.g. Israel, Bulgaria. In the UK she has been consultant to Westminster City Council, many individual schools, Centre for Talented Youth (Ireland), the School Curriculum and Assessment Authority, the Qualification and Curriculum Authority. She was the first witness to Parliamentary Select Committee on Education and Employment. And in 2002, as a first for the Department for Education and Skills, a conference address 'An Audience with Joan Freeman'.

 

3 - Zenita Cunha Guenther


Zenita Cunha Guenther é psicóloga, Mestre em Aconselhamento Psicológico e PhD em Psicologia da Educação, pela Universidade da Flórida, nos Estados Unidos. Tem trabalhado por vários anos na formação e preparação de professores para todos os níveis de ensino, desde a educação infantil, de 0 a 3 anos, até à Pós-Graduação. Nasceu em Cruzeiro/SP, tendo sua família mudado para Lavras, MG, quando ela tinha seis anos de idade. Filha de ferroviário e de doméstica constituindo uma família de oito irmãos, foi educada na tradição humanista de Helena Antipoff. Fez parte da primeira turma de alunos da Escola Normal Rural da Fazenda do Rosário, Minas Gerais. Foi professora rural, professora primária, diretora de grupo escolar, professora nos cursos de Magistério, Pedagogia, Licenciatura, Especialização e Mestrado em várias universidades brasileiras, mormente na UFMG, de onde se aposentou para seguir outros interesses profissionais. 
Nos Estados Unidos viveu e estudou cerca de vinte anos, envolvida na Pesquisa Educacional Humanista, e Educação de Bem-Dotados e Talentosos. Em Portugal tem trabalhado por mais de uma década na formação de professores e profissionais da educação, lado a lado com seu interesse em desenvolvimento de talentos e capacidade humana. 
Escreve e publica extensamente no Brasil e no exterior, inclusive em parceria com autores de renome, como Art Combs (dos Estados Unidos) e Joan Freeman (da Inglaterra), mas considera "Educando o Ser Humano" um momento de síntese na sua trajetória como psicóloga educacional. Encontrou na linha humanista o melhor quadro de referência para compreender o ser humano e orientar o processo educacional. Como cientista e pesquisadora, vem focalizado sua investigação na área da Educação para desenvolvimento de Capacidades e Talentos, especificamente através da prática educacional realizada pela ASPAT/CEDET, sede de suas atividades. 
Após viver alguns anos no exterior, voltou definitivamente ao Brasil em 1989 por razões familiares, e fixou residência em Lavras - Minas Gerais, onde continuou suas atividades profissionais. Foi Professora Visitante do Departamento de Educação na UFLA – MG, onde atualmente coordena curso de pós-graduação à distância na área de Educação para Bem Dotados e Talentosos, UFLA-FAEPE. Foi também Secretária Municipal da Educação em Lavras, por quatro anos. Continua lecionando em cursos de Mestrado e Doutorado, participando de eventos, conduzindo cursos e prestando consultorias em diversas Universidades, Faculdades, Secretarias de Educação e entidades educacionais em Minas, outros estados do Brasil e em Portugal. Tem sua biografia incluída no “Who is Who in the World”.

 

 

Antecedentes


Em sua vida de 17 anos, a ASPAT junto ao CEDET de Lavras já realizaram 6 Encontros Técnicos de grande porte, tendo chegado ao auge da popularidade em 2000, quando o MEC financiou a realização aqui em Lavras do compromisso com os Estados para atenção ao aluno Dotado e Talentoso. Apesar do plano de fazer um grande evento a cada dois anos, entre os anos de 2002 e 2008 não foi possível à ASPAT encontrar apoio para tal. Em 2008, apesar do tom “intimo” do Encontro: Dialogar com nossos amigos, vieram participar, sem publicidade e por sua própria conta educadores de 12 estados do Brasil.

A relação dos seis Encontros realizados, com documentação produzida é a seguinte:
1994 – I Encontro Nacional – (Manual do Participante e Anais I)
Participaram cerca de 300 educadores de todo o Brasil
Tema- Educação para dotados e talentosos – o projeto do CEDET 
Presenças de destaque: Maria Helena Novaes Mira (Autora, UFRJ), Prof Daniel Antipoff (ADAV, MG); Yara Tupinambá ( UFMG, Pintora internacionalmente premiada).
1996 – II Encontro Nacional - (Manual do Participante e Anais II)
Participaram cerca de 500 educadores de todo o Brasil
Tema- Focalizando a Criatividade
Presenças de destaque: Alaíde Lisboa de Oliveira (escritora, Academia Mineira de Letras); Reinaldo José de Lima (Esportista- Seleção Brasileira) Eunice Soriano Alencar (UnB).
1999 – III Encontro Internacional - (Manual do Participante) 
Participaram cerca de 600 educadores da região e do Brasil
Integrado à I Conferência Municipal de Educação -Lavras; 
Tema- Focalizando a Escola Publica
Presenças de destaque: Prof Murilio Hingel, (Ministro da Educação); Lurdes Carvalho (Portugal)
2000- IV Encontro Internacional – Em conjunto com a SEESP-MEC (Manual do Participante)
Participaram cerca de 800 educadores de todos os Estados do Brasil a convite do MEC Tema- Incluindo os Mais Capazes e Talentosos: Comunidade-Escola-Família.
Presenças de destaque: Marilene Santos (Secretária Educação Especial- MEC); Leandro Almeida (Portugal) Donna Enersen (USA)
2002 V Encontro Nacional – (Manual do Participante) 
Participaram cerca de 200 educadores de todo o Brasil 
Tema - Talento e Capacidade Humana – O desafio
Sem presenças de muito destaque
2008 – VI Encontro Internacional - Lançamento da “Coleção Debutante”
Participaram cerca de 200 educadores de todo o Brasil 
Tema- CEDET 15 anos – dialogando com nossas bases teóricas 
Presenças de destaque: Françoys Gagné (Canadá); Joan Freeman (Inglaterra) Maria Helena Novaes (RJ) Sarah Couto César (RJ).